terça-feira, 12 de março de 2013

O aconchego na Pedra do Jacaré em Ouro Preto



A sensação era de pedir uma trégua, afinal tanta informação chegando através de uma verdadeira explosão artística e cultural, em meio às vibrações da história de escravidão e liberdade da cidade de Ouro Preto, nos deixavam zonzos. Conversando com guias turísticos descobrimos quem nos guiaria nas trilhas da região: Indiana Jones. O apelido surgiu por causa da semelhança do seu chapéu com o usado pelo personagem principal do filme Indiana Jones. O passeio ecológico começou às 11horas. Um ônibus coletivo nos conduziu até o ponto final no alto da cidade. Logo que desembarcamos, comecei uma conversa com dois garotos que brincavam de bola. Eles decidiram nos acompanhar nessa caminhada.  Após quatro quilômetros de descida pelo Parque das Andorinhas, entre montanhas e pássaros, chegamos à Cachoeira das Andorinhas. A 1.300 metros de altitude, a cachoeira fica no interior de uma formação rochosa semelhante a uma gruta e, é assim chamada por abrigar grande quantidade de andorinhões-de-coleira (andorinhas) no verão. Os garotos, que conheciam bem o local, foram na frente se aventurando na descida até chegar à queda. Mergulhamos naquelas águas geladas. Energias renovadas! Partimos para escalada até a Pedra do Jacaré. Rodeados da natureza, com uma vista deslumbrante, ouvimos as incríveis histórias de Indiana Jones. Ficamos ali até o entardecer, assentados bem na ponta do nariz da pedra do Jacaré. Os pássaros começavam a chegar de todos os lados para encontrarem abrigo nas grutas da cachoeira.