A religião do amor

"Deixem que existam as diferentes fés, deixem-nas florescer e deixem a glória de Deus ser cantada em todas as línguas e em várias melodias. Este deve ser o ideal. Respeitem as diferenças entre as fés e reconheçam-nas como válidas, contando que não extingam a chama da Unidade." "Só há uma religião, a religião do amor." (Baba)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O amigo Zé Feliz de São Tomé