quarta-feira, 4 de julho de 2012

Montanhas mágicas de São Tomé das Letras



Começamos bem e livres para fazer nossas escolhas! Mochila nas costas, pés na estrada. Pegamos ônibus, carona. Caminhamos por estradas de terra, trilhas em meio à mata e nos trilhos dos trens de Minas Gerais. O destino: uma cidadezinha construída com pedras brancas na montanha mais alta dos vales do sul. Fundada pelos ripes, místicos e esotéricos, há quem diz conhecer a floresta dos duendes e já ter visto óvnis por lá. Nós não tivemos estas surpresas. Porém, fomos surpreendidas com o extraordinário som do vento. Mais parecia canto de sereia dos filmes de criança. Foi como descobrir um mundo novo com diferentes e suaves notas musicais. Assim iniciamos nossa busca para descobertas incríveis em São Tomé das Letras. Cachoeiras, borboletas, bosques, um imenso vale de montanhas, céu deslumbrante dia e noite. Horizonte infinito de 360 graus. Só não esperávamos que toda a magia daquele lugar se concretizasse na conversa com um “maluco”. De cabelos longos, encaracolados e embaraçados, ele perambulava com os pés descalços nas estreitas ruas daquela cidadezinha. Impossível não notar aquele homem. E foi ele que nos revelou a grande lição daquela viagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário